Jeudi, mars 6, 2014

(Source : aljessera)

Mercredi, mars 5, 2014

something in the way you move! <3

icecreamandloki:

Paris Hilton

beyonce:

The Mrs. Carter Show World Tour
London 2014
Photo Credit: Yosra El- Essawy

beyonce:

The Mrs. Carter Show World Tour

London 2014

Photo Credit: Yosra El- Essawy

Dimanche, mars 2, 2014

I just pray that Jay and I stay a team because right now we are really connected and are really communicating well and completely understand each other. I love him so much. We almost feel like one. I just don’t know how to describe it - beyonce

sofyiloveparishiltonxoxo:

Sweet angel. ☺♡

sofyiloveparishiltonxoxo:

Sweet angel. ☺♡

beyonce:

The Mrs. Carter Show World Tour
London 2014
Photo Credit: Robin Harper

beyonce:

The Mrs. Carter Show World Tour

London 2014

Photo Credit: Robin Harper

Lundi, février 10, 2014

Veneno

Estava eu ali, parada com muitas pessoas. Talvez não muitas, sempre confundo muitas pessoas com as muitas personalidades que passam dentro da minha cabeça. Uma delas dizia, Deus, eu juro que tentei ser uma pessoa melhor, mas eu não consigo, eu preciso disso. Outra dizia, o tempo se encarrega de tudo, tudo vai dar certo, como se um hippie com um incenso aceso pairasse perto de mim. A última voz dizia para a primeira, foda-se, vamos ser psicopatas juntos.

Então veio aquela sensação perdida há dois anos. Impulsividade junto com o coração acelerado, o olhar baixo, como se pudesse penetrar qualquer exoesqueleto. Eu me vinguei. Meu olhar brilhava de alegria, como se minha existência tivesse uma razão científica, me sentia a própria justiça. Mesmo que sendo a minha justiça.

O problema da maldade é que se você tiver algo que se chama consciência, a alegria dura pouco. Logo, você se sente mal, como se todos os humanos pudessem errar, afinal, eu repudio meus erros, mas eu erro mais que todo mundo. Ou vem aquela sensação de deveria ter feito pior, acho que farei algo um pouco pior só pra ter certeza que a pessoa está sem chão. Como uma pessoa que procura incansavelmente pela tristeza alheia. 

Tudo isso pra disfarçar a minha tristeza, meu orgulho ferido de eu-sou-perfeita-porque-voce-fez-isso-comigo. Eu deveria me vingar de mim mesma, aprender com meus erros e ser uma pessoa melhor assim como todos os dias as pessoas postam nas redes sociais. Mas eu sou velha demais pra isso, velha demais pra não vingar meu ego e ainda me achar certa por humilhar as pessoas.

Meu defeito talvez seja amar demais ou de menos. É ter esse vício de ter que ter algum sentido nesse mundo sendo que as pessoas mais felizes são aquelas que não fazem a menor questão de ter sentido no mundo. Elas só amam e se não deu certo, eu continuo amando. Eu queria ser como elas, mas estou ocupada demais planejando meu próximo depósito de veneno existencial. 

I love you — I do — but I am afraid of making that love too important. Because you’re always going to leave me. We can’t deny it. You’re always going to leave. David Levithan, Every Day (via camidarcy)

(Source : larmoyante)

Jeudi, janvier 30, 2014
jaredleto:

Watchu Lookin at?

jaredleto:

Watchu Lookin at?


"I wanna thank God and the universe for conspiring and putting that beautiful light of a young lady in my life and I wanna tell Blue that, look, daddy got a new sippy cup for you" - Jay Z

"I wanna thank God and the universe for conspiring and putting that beautiful light of a young lady in my life and I wanna tell Blue that, look, daddy got a new sippy cup for you" - Jay Z

(Source : serfborts)

Mercredi, janvier 29, 2014

O que eu aprendi no final desse relacionamento é, as pessoas tem necessidade de que as façam felizes, sendo que a única pessoa capaz disso é aquela que te aguenta toda hora que você olha no espelho, e sente todas as suas dores. Você mesmo. Descobri que quero ser completo e transbordar alguém. Não tenho raiva das pessoas e muito menos vontade de me vulgarizar porque um relacionamento acabou. Eu não me odeio por isso, eu tentei e tentei e sei que não foi suficiente. Agora eu só quero ser leve, aproveitar meu sol se pondo na casa 11 todos os dias ao lado daqueles que sempre vão estar do meu lado, meus amigos. O coração sofre, sim. Mas a alma não. Ninguém pode ser prisioneiro de um karma, a gente que escolhe se apegar a ele. Essa noite eu sonhei que disse: algumas pessoas me dão pena, outras me dão asas!

Ride - Lana Del Rey

Mercredi, janvier 22, 2014

Psicólogo

Pai, se você pudesse me ler, você teria orgulho de mim. Se você pudesse saber o que eu penso, você seria meu amigo. Porque nesse caminho insano que a gente chama de vida, o quanto eu me afastei de você pra não sofrer foi recíproco ao quanto eu me pareço com você agora. Meu namorado me disse que sou um caso perdido, loucura pura, que eu preciso de ajuda… Igual você quando eu era menor, você ia ao psiquiatra, se entupia depois de remédios com vodka tentando aliviar a dor de ser incompreendido dormindo pra sempre. Se eu não tivesse uma mãe com vários planetas em câncer, talvez eu fizesse o mesmo. O psicologo também diria que todos esses meus relacionamentos destrutivos são frutos da relação destrutiva que eu tenho com você. Eu não consigo nem me aproximar de Deus, porque ele é pai, quem dirá confiar em um homem. Você foi a primeira imagem masculina que eu tive, péssima imagem, diga-se de passagem. Mas eu tenho que te deixar ir… Porque daqui a sete anos meu saturno estará de volta na nossa casa e eu não quero que ele encontre tudo desarrumado. Eu sempre desejei um dia poder dizer tudo que eu sinto a você, minha mãe, meu namorado. Mas hoje eu sei que só poderei dizer esses tipos de coisa a um psicologo. E já até me imagino saindo da sala dele em uma camisa de força, chegando ao fundo da mente, ao fundo de tudo que é humano, que é onde eu me afundo, sem medo. Me transformo em água, vinho, uma louca completa ou a pessoa mais responsável e racional do mundo. Ele diria que nem eu sei quem sou. Talvez esse seja meu medo, da definição. Pois me definir seria também definir o que eu sinto por você, pelas outras pessoas e eu prefiro deixar tudo assim… Estranho. Como eu.

Mardi, janvier 21, 2014

É difícil sentir muito, quando na verdade não se quer sentir nada. É ter certeza que toda aquela angustia que invade seu coração como uma mão sobre a sua garganta é exatamente nula. Se martirizar por não ganhar nada em troca. Se eu pudesse escolher, eu nunca escolheria você, ciúmes. Você fode tudo! 

Você demonstra tudo aquilo que eu quero esconder, você faz com que pessoas narcisistas e leoninas sintam o jogo ganho sobre mim e toda minha loucura. Sendo que sabemos, não é bem assim. Nem eu tenho jogo ganho sobre mim mesma.

Talvez eu nem seja louca, eu seja apenas sentimental nesse mundo de coração de pedra, trancos, barrancos. E por mais que eu tente ignorar, existe um furacão dentro de mim, que domina todas as minhas milhares de personalidades.

Eu posso ser quem você quiser, eu posso ser quem eu quiser, na hora que eu quiser. Mas, eu amo… E meu olhar e sentimentalismo barato sempre são desmascarados quando a mão solta da minha garganta transparecendo toda a raiva frustrada de nunca ter tido um amor recíproco, por amar demais e em vão.

Ciúmes, aprenda as pessoas sempre irão te desapontar, não importa o que você faça, pressinta ou fale… Por favor, saia da minha vida e me deixe ser psicopata em paz. Estou terminando com você também!